3/4/2014 . 169 notes . Reblog
10/3/2014 . 4,494 notes . Reblog
25/1/2014 . 6,364 notes . Reblog
25/1/2014 . 150,164 notes . Reblog
25/1/2014 . 3,205 notes . Reblog
13/1/2014 . 14,436 notes . Reblog
Aproveita sua vida enquanto a mágica da natureza lhe permita respirar. Eu sei que as vezes a barra força, a maré sobe e o vento vira furacão. Mas acima de tudo, viva. Dance, pule, beba e fique de ressaca na manhã seguinte. Seja na teoria, aquilo que você gostaria que se lembrassem quando você morrer.
Physicous. (via mthfucks)
9/1/2014 . 105 notes . Reblog
A gente pode morar numa casa mais ou menos, numa rua mais ou menos, numa cidade mais ou menos, e até ter um governo mais ou menos. A gente pode dormir numa cama mais ou menos, comer um feijão mais ou menos, ter um transporte mais ou menos, e até ser obrigado a acreditar mais ou menos no futuro. A gente pode olhar em volta e sentir que tudo está mais ou menos. Tudo bem. O que a gente não pode mesmo, nunca, de jeito nenhum é amar mais ou menos, sonhar mais ou menos, ser amigo mais ou menos, namorar mais ou menos, ter fé mais ou menos, e acreditar mais ou menos. Senão a gente corre o risco de se tornar uma pessoa mais ou menos.
Chico Xavier.  (via mthfucks)
5/1/2014 . 25,850 notes . Reblog
Que a felicidade não dependa do tempo, nem da paisagem, nem da sorte, nem do dinheiro. Que ela possa vir com toda simplicidade, de dentro para fora, de cada um para todos. Que as pessoas saibam falar, calar, e acima de tudo ouvir. Que tenham amor ou então sintam falta de não tê-lo. Que tenham ideais e medo de perdê-lo. Que amem ao próximo e respeitem sua dor. Para que tenhamos certeza de que: Ser feliz sem motivo é a mais autêntica forma de felicidade.
Carlos Drummond de Andrade.  (via mthfucks)
5/1/2014 . 13,883 notes . Reblog
Tente. Sei lá, tem sempre um pôr-do-sol esperando para ser visto, uma árvore, um pássaro, um rio, uma nuvem. Pelo menos sorria, procure sentir amor. Imagine. Invente. Sonhe. Voe.
Caio Fernando Abreu (via mthfucks)
5/1/2014 . 12,164 notes . Reblog